Nosso cérebro e nosso poder de realização estão relacionados às estruturas que foram desenvolvidas e herdadas por conta de nossa evolução. 

 

O sistema límbico, por exemplo, é uma região de nosso cérebro chamada de “cérebro visceral” ou  de “psicoencéfalo”, por ter uma relação com o psiquismo humano, as emoções e o intelecto, sendo assim uma aquisição mais recente na história da homonização.

Vimos também que o sistema límbico está associado à nossa memória e à nossa ligação com a ideia sagrada e nosso entendimento do divino em nós.

cerebro-trino

Relação do neocórtex com as estruturas reptilianas e a dos mamíferos inferiores.

A estrutura reptiliana, em animais que só possuem este cérebro, possui a função básica de autopreservação, autoproteção e a defesa de território.

Em nosso inconsciente coletivo, não é sem razão que os répteis, como a serpente, simbolizam a função sexual (sobrevivência), a renovação, a cura, mas também está associada à traição, (Gênesis) e perigo.

Individualmente, estas estruturas parecem que brigam internamente para manterem suas autonomias, e este conflito tem sido simbolizado pela imagem da serpente, como descrito acima.

Também simboliza a força da energia sexual (kundalini) que, segundo as filosofias orientais, está adormecida na base da nossa coluna vertebral, no cóccix (chacra sexual).

 

Além do Cérebro Reptiliano

 

Como já foi dito, nosso cérebro evolui a partir das estruturas cerebrais dos répteis e dos mamíferos inferiores.

O que acontece é que a maioria das pessoas não sabe utilizar os recursos da sua mente inconsciente, seu cérebro límbico, para conseguirem o que desejam.

E aí reside o Segredo de como podemos utilizar nosso cérebro límbico, evoluído, para alcançarmos um estado de consciência privilegiado e para atingirmos nossos objetivos.

Quando estabelecemos uma relação direta entre o que desenvolvemos em nossa mente e cérebro, criamos o que se chama de sincronização, um termo usado pela psicologia junguiana para explicar “coincidências” significativas.

Estas “coincidências” são, na verdade, sincronizações de energia quando atraímos aquilo que estamos “frequenciando“, ou seja, nos sintonizamos com uma determinada realidade.

Você pode aprender a seguir um “roteiro”, um “a passo” para que você comande e informe o seu cérebro o que você quer que ele faça, o que deseja sincronizar, para conseguir o que deseja em sua vida.

Mas para isto torna-se necessário que sua mente e cérebro estejam em um estado especial de frequência energética.

Esta  sincronia é produzida não pelo seu ego mas, sim, pela sua Essência, porque ela vibra com a mesma frequência do Cosmos.

Share This